segunda-feira, 12 de março de 2012

" A GRANDE FÁBRICA DE PALAVRAS " DE AGNÈS DE LESTRADE E VALERIA DOCAMPO

                                                Site da editora: www.aletria.com.br

INDICAÇÃO: 6 a 10 anos


Existe  um  país onde as  pessoas  quase  não  falam. Nesse estranho  país  é  preciso
comprar as palavras para poder pronunciá-las. As palavras são raras e não pertencem
às pessoas. O pequeno Philéas está apaixonado  e precisa de palavras para abrir seu
coração à Cybele. Mas como fazê-lo se tudo o que ele tem vontade de dizer à Cybele
custa uma fortuna?









O livro " A GRANDE FÁBRICA DE PALAVRAS " já conta com 10 traduções no mundo
todo.



AGNÈS DE LESTRADE  -  Nasceu em 1964, na França. É escritora,  jornalista,
contadora de histórias, realiza workshops de escrita criativa e trabalha também
com  música  e  artes visuais.  Em 2003,  publicou seu  primeiro  livro infantil. Já 
produziu um dezena de títulos e já recebeu vários prêmios.


VALERIA DOCAMPO   -  Nasceu e mora em Buenos Aires. Estudou  Belas  Artes
e se formou em Design Gráfico na Universidade de  Buenos Aires. Trabalha como
ilustradora de livros infantis utilizando tanto a técnica manual como a digital. Está,
constantemente, investigando novos materiais para utilizar em seu trabalho.

4 comentários:

João Felipe disse...

muito da hora
se eu fosse o menino da historia ia mostrar pra cibele o meu amor fazendo coisas legais pra ela, dar flor, pega na mao
ou dezenhando

mas ele tem que falar?

fiqeui curiozo
beijo

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

João,
Você é muito esperto!
Se você fosse o personagem
poderia mostrar o seu amor
de diversas formas.
um beijo
Cristina

Edilene disse...

Ai que fofo meu filho! Agora que vi o cometário dele. Acho que ele vai ser muito romântico.

Esse livro parece ser lindo!Boa indicação, Cristina!
Bjs! Boa semana!

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

Edilene,
O João surpreende. Adoro os
comentários dele. Incrível
é também o interesse dele
por livros, contação de
histórias, origami, poesia...
Parabéns!
Cristina