quarta-feira, 16 de setembro de 2020

QUANDO OUTUBRO CHEGAR, O CURSO ONLINE COM GIBA PEDROZA TAMBÉM CHEGARÁ. INSCREVA-SE JÁ!




- COMO SERÁ O CURSO ONLINE DE GIBA PEDROZA - " DE MENINOS E NUVENS : O CONTADOR DE HISTÓRIAS E O IMAGINÁRIO INFANTIL" ?

Um mergulho na relação do contador de histórias e o imaginário infantil,
a fantasia e a apropriação estética, filosófica e brincante da criança com 
o mundo.  Como a literatura e o contar histórias podem contribuir nesse
processo.  
Exercícios   lúdicos  e  práticos  de  narração  tendo  como  inspiração  e 
provocação o universo simbólico dos contos.



- QUANDO E COMO SERÁ O CURSO?

. DIAS 10, 17, 24 e 31 de OUTUBRO (sábados) /
  das 10 h às 12 h

. AULAS  SERÃO ONLINE

. OS ALUNOS INSCRITOS RECEBERÃO AS INFORMAÇÕES DE ACESSO,
  POR E-MAIL.

. TODOS OS ENCONTROS SERÃO GRAVADOS, PORTANTO É POSSÍVEL
  FAZER A INSCRIÇÃO APÓS O  INÍCIO  DO  CURSO  E TER ACESSO AO 
  CONTEÚDO ANTERIOR.

. PÚBLICO: GERAL

. TURMA: 30 ALUNOS

. PARA SABER MAIS E SE INSCREVER, CLIQUE  AQUI



- QUER CONHECER O PROGRAMA DO CURSO?

 - DIA 10 / OUTUBRO - BRINQUEDOS DE VENTO
   O imaginário infantil e o contador de histórias.
   Olhar criança x olhar adulto. 
   Infâncias em tempo de imersão digital.

 - DIA 17 / OUTUBRO - ENCANTAMENTOS PARA DISTRAÍDOS
   Os contos de fadas, a fantasia como compreensão e
   transformação do real. O trato com essas narrativas.

 - DIA 24 / OUTUBRO - O SORRISO DO PISADOR DE PEDRAS
   Os temas espinhosos na literatura infantil e nos contos
   tradicionais. 
   O preparo, o respiro e o partilhar das incertezas com a criança.

 - DIA 31 / OUTUBRO -  EMPINANDO PIPAS, PULANDO AMARELINHAS
   O limite entre interação e interferência.
   A prática do contar e os recursos internos do narrador. 
   A criação e exploração de enredos compartilhados. Fantasia como                   compreensão, leitura e transformação do real.
 


- QUER SABER UM POUCO MAIS SOBRE O MESTRE GIBA PEDROZA?


========================================================================= 

quarta-feira, 22 de julho de 2020

LIVRO A CIDADE DE TERESA de ANA MARIA DE ANDRADE (VERSÃO COM NARRAÇÃO) - INSTITUTO AMA LEITURA 2020


           


O livro A CIDADE DE TERESA conta a história da Imperatriz Teresa Cristina  e os 
costumes do  tempo dos  príncipes e  das princesas. Pouco citada  nos livros de
História  do  Brasil, a personalidade encantadora da  Imperatriz  é revelada nesta
história de ANA MARIA DE ANDRADE e leva às crianças e adultos  a viajarem na
imaginação...

Com texto simples, em letras caixa alta, o livro A CIDADE DE TERESA é indicado para crianças desde a Educação Infantil.

A escritora ANA MARIA DE ANDRADE, responsável, também, pelo projeto gráfico
selecionou, para as ilustrações, obras de artistas  do  século XIX, estimulando na
criança o olhar artístico e estético.



ASSISTA AO VÍDEO E CONHEÇA  HISTÓRIA: 
A  CIDADE DE TERESA de ANA MARIA ANDRADE




ACESSE OS LINKS PARA SABER MAIS:

PROPOSTA PEDAGÓGICA:
   GUIA DO EDUCADOR

. E-BOOK:
  DOWNLOAD DO E-BOOK

. SITE DA AUTORA: 
  http://www.anamariadeandrade.com/



quinta-feira, 18 de junho de 2020

LIVRO PREMIADO: A MENINA QUE ENGOLIU UM CÉU ESTRELADO de GAEL RODRIGUES e ILUSTRAÇÕES de RENATO ALARCÃO (CEPE EDITORA)


DÊ LIVROS DE PRESENTE!


INDICAÇÃO: a partir de 10 anos (leitor fluente)

72 PÁGINAS

PREMIAÇÃO: PRÊMIO CEPE NACIONAL DE LITERATURA 2018 
CATEGORIA INFANTOJUVENIL

==================================================================== 

Desde  que  o  mundo  é  mundo,  um   céu estrelado  encanta  os  enamorados,
os  poetas, os  seresteiros,  os  sonhadores... e Jurema,  a menina protagonista 
deste  livro. A história dela começa assim:

          
“-  Sai do sereno, Jurema! - a mãe gritou pendurada na janela.

     Era tarde e hora de entrar. Se a filha continuasse  embaixo  do céu escuro a
noite toda, ia pegar uma friagem, um espirro, ia ficar fraquinha.

     Jurema,  quieta,  deitada  no chão, mirava  o céu. Mal  ouvia. Cabeça  longe,
junto à Lua e às estrelas. Passava  as noites conversando com elas, sonhando.
Cantando até. Nem respondiam  de tão distantes. Mas brilhavam! Piscavam tão
exibidas. A  menina  sabia:  era  a  forma  delas  se  comunicarem  com  ela  ali, 
deitada na grama verde.

 -  Jurema! - a mãe repetiu.

    Ai, esse céu. Era como se fosse pintado de invisível. Ela via sem poder tocar.
    Nunca tocaria. Como  chegaria  lá em cima? Longe, longe. Seus braços eram
muito pequenos para alcançá-lo. Minúsculos mesmo se ela subisse em alguém,
alguém bem  alto, a  pessoa mais  alta do mundo. Jamais  tocaria  numa estrela,
nem guardaria a Lua no bolso. Não, não. Era impossível.

 - Não me faz ir aí fora te pegar, menina impossível.

   A pequena bocejou. Era  tarde da  noite e o sono se aproximava. Queria tanto
aquele céu. Todo estrelado. A Lua  enorme,  redonda, bonita  como uma  rainha
solitária.

   Adorava noites de Lua cheia! E se...pedisse o céu de presente de aniversário?
A mãe ia responder que não tinha dinheiro, que nananinanão, que blá - blá - blá.
O céu é de  graça. É só deitar de barriga para cima, mãos atrás da cabeça e ... o
céu já é seu. Sua mãe não entendia."


O  texto do  livro “ A MENINA QUE ENGOLIU UM CÉU ESTRELADO " foi  dividido,
pelo autor GAEL RODRIGUES, em 20 capítulos  intitulados. Ele,  logo na primeira
página do livro, convida o leitor a entrar em  um  universo  cheio de curiosidades
a respeito  de Jurema, a menina que queria o  céu como  presente de  aniversário  
e que tinha um bode, chamado Damião, como o seu melhor  amigo. Imagine isso.

Na  noite que, deitada  na  grama, sonhava  alcançar  o céu, algo muito  estranho
aconteceu. Ao bocejar, sentiu que algo entrara em sua boca. Além disso, logo no 
momento seguinte, a noite se fez dia. Como assim? Jurema não sabia explicar  o 
que tinha ocorrido. O  bode Damião  estranhou. Jurema estava diferente. Parecia 
triste.  Ao fazê-la sorrir  e cantar, descobriu  algo dentro da  boca de Jurema.  Viu
estrelas  piscando e  uma lua  enorme. Jurema  tinha  engolido um céu  estrelado
inteirinho. 


"-Eu não engoli nada. A noite que está atrasada.
 - Se você não tirar ela daí, nunca mais vai ter noite. E senão tiver mais noite, só
 vai ter Sol. A seca vai voltar e não vai ter dó de ninguém."


Ao procurar ajuda para a amiga, o bode Damião soube que tinha que levar Jurema
para a capital. Quem disse isso foi vó Voinha, que sabia de tudo.Ela disse também 
que, no passado, aquilo já havia acontecido e que eles tiveram muitos problemas.

Jurema e o  bode Damião partiram para a capital. A menina estava  com esperança
de  encontrar seu pai que tinha ido, para lá, em busca de trabalho.  A viagem deles 
foi marcada pelo encontro com seres fantásticos e por muitos perigos.

O texto de  GAEL  RODRIGUES  chama atenção porque faz uso da oralidade, como
ela  é  usada nas  regiões  tipicamente  nordestinas. Além disso, o escritor utilizou, 
como referência, os 'causos' fantasiosos, que ouviu quando menino.

GAEL  RODRIGUES  surpreende o leitor  com um desfecho emocionante, que abre 
caminho para a reflexão sobre a vida  nas grandes cidades.

Assim como  a  personagem Jurema, o leitor  vai se surpreender com o que ela vai
encontrar  na  capital:  mentiras, falcatruas, trambiques, trabalho  escravo, o poder
do dinheiro falando mais alto... 

Como foi que Jurema e o bode Damião enfrentaram tudo isso? Você imagina?

ILUSTRAÇÕES:





As aquarelas de RENATO ALARCÃO ajudam a definir as tensões da narrativa, uma
vez  que  elas  acrescentam vozes e força  ao texto de GAEL RODRIGUES. Elas são 
capazes de desencadear muitas emoções e ampliar o imaginário  do  leitor. Repare.
Nas  imagens  usadas  para ilustrar  a cidade grande, o artista  utilizou  tonalidades 
escuras para compor o clima tenso, presente na grande metrópole.




AUTORES: 

terça-feira, 5 de maio de 2020

LANÇAMENTO DA CEPE EDITORA: A DOMADORA DE PALÍNDROMOS - TEXTO DE FRED BELLINTANI E ILUSTRAÇÕES DE HALLINA BELTRÃO


DÊ LIVROS DE PRESENTE!


                                      SITE DA EDITORA: https://www.cepe.com.br/



INDICAÇÃO: a partir de 8 anos (leitor em processo)

28 PÁGINAS

==============================================
Hoje, dia 5 de maio, é o DIA MUNDIAL DA LÍNGUA PORTUGUESA.
===============================================

Assim começa a história A DOMADORA DE PALÍNDROMOS, uma menina que amava
a  língua portuguesa.
       
               "Era uma vez uma menina que gostava de gramática.
                       Ela falava muito bem o português.
                       Ela era curiosa e sonhadora, e gostava de ajudar seu pai
                a cozinhar.
                        Ela também era boa em ditados e treinava caligrafia com
                muito afinco, ou seja, com muita insistência.
                        De tanto ler livros e notícias, ficou fera em interpretação de
                texto e começou a tirar boas notas na escola.
                        Seu forte era soletrar palavras, como lhe ensinavam seus 
                professores de português:
                         - A-ba-ca-xi. Li-mo-na-da. Car-na-val. Pa-ra-le-le-pí-pe-do.
                         Não havia palavra difícil para ela, nem mesmo as grandes,
                que conseguia ler perfeitamente, sílaba após sílaba:
                         - In-cons-ti-tu-ci-o-na-lis-sima-men-te!


                         Ela estava craque na leitura, tão craque que foi ficando entediada
                 com isso. Então, um dia, para fugir da monotonia, a menina curiosa
                 e exigente começou a brincar de ler tudo de trás para frente. Foi aí 
                 que ela encontrou "alob" (bola), "io" (oi), "asem" (mesa) e "avu"
                 (uva). Pronto. Que doideira. Nasceu uma brincadeira. Ler palavras
                 ao contrário para ver as formas desse novo itinerário. Com o tempo,
                 esse rito virou seu passatempo favorito, mesmo sendo um ofício mais       
                 difícil. Porque muitas palavras, lidas ao revés, nos pegam pelos pés." 
                 

O amor  que a menina tinha pela língua  portuguesa era tão grande, que ela estava
sempre  se  desafiando.  Não  havia  palavra  difícil  para  ela, quando  começava a 
soletrar. Era  um  desafio atrás do outro. A narrativa do escritor FRED BELLINTANI 
ganha  de imediato o  jovem leitor quando a menina, um dia, se viu entediada.Tudo
para ela começou a parecer muito monótono. 

Para terminar com toda aquela monotonia, a menina foi buscar novos desafios. De
brincadeira, começou a ler as palavras  de  trás para frente  e fez  descobertas. Foi, 
assim, que ela  descobriu os PALÍNDROMOS, que passaram a ser seu passatempo 
predileto. E você, leitor, sabe citar exemplos de PALÍNDROMOS?



PALÍNDROMO- vem do grego palin (de volta / sentido contrário) e dromo (percurso/ caminho) ou seja, é um  percurso em  sentido contrário  para leitura da  palavra  ou
frase. A leitura é feita de trás para frente e o significado permanece o mesmo.

exemplos: ovo / osso / salas / A grama é amarga. /  Anotaram a data da maratona.


Então, a menina da nossa história começou uma pesquisa na internet de exemplos de POLÍNDROMOS e se tornou A DOMADORA DE POLÍNDROMOS.

O escritor  FRED  BELLINTANI  surpreenderá  o leitor  com  um desfecho inusitado.
Com um, não, com dois desfechos. Vale conferir. 



ILUSTRAÇÕES:



As ilustrações de HALLINA BELTRÃO, com predomínio de cores vibrantes, trazem,  também, brincadeiras com os vocábulos, os chamados palíndromos.


Os recursos utilizados pela artista valorizam visualmente a narrativa e ampliam o
imaginário do leitor. Assim, o livro ganha mais força com as ilustrações,  que são
extremamente encantadoras.




AUTORES: 

LANÇAMENTO: ILHA TEXTO DE MARCELO JUCÁ E ILUSTRAÇÕES DE FELIPE TOGNOLI (KAPULANA EDITORA)


DÊ LIVROS DE PRESENTE

                                  SITE DA EDITORA: http://www.kapulana.com.br/


INDICAÇÃO: a partir de 8 anos (leitor em processo)

28 PÁGINAS

SELECIONADO NO "SEJA NOSSO AUTOR", DA  EDITORA KAPULANA 
COM A OBRA ILHA.

=============================================

Como abordar temas como o estado de indigência extrema e a  invisibilidade 
social com as  crianças? O importante  na  escolha  de um  livro é apresentar
para as crianças, além de temas diferentes, novos contextos. 

MARCELO JUCÁ encontrou, neste seu novo livro, a medida certa  para  tratar
destes temas. De maneira sensível, no livro  ILHA, o escritor conta  a história 
de vida do menino Dado, que vive em um lixão.



    "A fome era pontual mesmo sem relógio.

      Em meio a passos escorregados e trôpegos, 
      Dado chegava na Ilha.

      Almoçava pão com manteiga todos os dias.

      Mal limpava a mão pouco engordurada pela pouca
      manteiga e saía do seu casco para  ajudar os pais."



O texto  curto, mas  impactante  é  um  convite  para  o  leitor  refletir  sobre as
condições de vida do menino.

Apesar  do  cenário  triste  e  cruel  do  lixão, que não  passa  de  um mundo de
restos  de  vida  de outras  pessoas,  Dado  brinca de caça ao  tesouro, naquele
espaço. Não só isso, ele também procura entender por que a vida é como ela é.

Perguntas se escondem  atrás daquela vida sofrida. O que é preciso fazer para
sair daquele lugar?  As pessoas  que  conseguiram  sair  da  ILHA, nunca  mais
voltaram. Para onde foram? Como estão vivendo?...

As respostas estão guardadas nas entrelinhas. O leitor  poderá abrir caminhos 
para refletir sobre os temas abordados ao conduzir o seu olhar sobre todos os
problemas que rodeiam o personagem Dado naquela ILHA.



ILUSTRAÇÕES:



As ilustrações de  FELIPE TOGNOLI  procuram reproduzir a  vida de Dado  no lixão
e oferecem uma leitura paralela ao texto de MARCELO JUCÁ, despertando, também,  
emoções através das imagens.        




AUTORES: 

segunda-feira, 4 de maio de 2020

LANÇAMENTO DISPONIBILIZADO GRATUITAMENTE PARA AS CRIANÇAS: À ESPERA DO SOL de ANA RAPHA NUNES E PAULA KRANZ (COLEÇÃO CONTO COM VOCÊ)


BASTA CLICAR AQUI E FAZER O DOWNLOAD:
https://colecaocontocomvoce.com.br/livroaesperadosol


========================================================================

Vivemos  um momento  delicado mundialmente.  Uma época de 
incertezas que nos trazem diversos  sentimentos todos os dias.
Temos tédio, angústia, tristezas e medos. A Literatura pode nos
ajudar  a refletir  sobre  o que  está  acontecendo e a pensar em
nossas emoções. As  histórias  sempre  nos  acompanharam ao
longo  do  tempo,  sendo  essenciais  para   a  compreensão  do
mundo e de nós mesmos. 


À ESPERA DO SOL,  obra infantojuvenil  escrita  por Ana Rapha
Nunes  e  ilustrada  por Paula  Kranz,  com  o  apoio  da Coleção
Conto com Você, traz  uma  narrativa  sobre  a chegada  de  uma
chuva  forte  e  inesperada, que  irá  trancar as pessoas em suas
casas. Os  dilemas  vão  surgindo, mas  a  esperança ainda pode
ensolarar olhos e corações.


ILUSTRAÇÃO:

AUTORAS:

quarta-feira, 22 de abril de 2020

DIA 22 DE ABRIL - DIA DA TERRA




                            
                             SITE DA EDITORA:  https://www.pandabooks.com.br


O LIVRO DO PLANETA TERRA, do autor / ilustrador americano TODD PARR,
vai lhe mostrar que  pequenas ações podem fazer toda a diferença, quando 
o assunto é a preservação do planeta.

Reciclagem do lixo, não usar sacolas plásticas, economizar água, não poluir
o ar, apagar  as  luzes, não  desperdiçar  alimentos são  ações  fundamentais 
para manter o nosso planeta sustentável.

Leitor, o que você pode fazer para salvar o planeta?

INDICAÇÃO:  a partir de 6 anos (leitor iniciante)

=======================================================================

                              SITE DA EDITORA: https://www.modernaliteratura.com.br

COLEÇÃO VIRAMUNDO 

Neste livro, a Terra poluída e queimada não aguenta mais ser maltratada 
e quer fugir. Ela convida a Lua para ir junto. Em uma aventura repleta de 
poesia e fantasia, o leitor  aprenderá sobre o meio em  que vive, o ar que
respira, sobre a Arca de Noé, os dinossauros e até sobre os astronautas.


INDICAÇÃO: a partir de 8 anos ( leitor em processo)

========================================================================


                                   SITE DA EDITORA: https://www.moderna.com.br
  
RUTH ROCHA - autora  exclusiva  da  EDITORA MODERNA  /  editora
SALAMANDRA
                              
SÉRIE CONSTELAÇÃO

A escritora RUTH ROCHA e o artista plástico OTÁVIO  ROTH receberam  um 
convite da  ONU - ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS e fizeram  o livro -
 AZUL E LINDO: PLANETA TERRA, NOSSA CASA. 

A inspiração dos autores foi a DECLARAÇÃO MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE, 
que foi realizada em ESTOCOLMO (SUÉCIA), em 1972.

Este  livro  apresenta  as razões pelas  quais nós devemos  preservar o  meio  
ambiente. Ele  foi publicado no ano de 1990 e está,  a cada dia, mais atual. De
lá para cá, nós só temos notícias de poluição, queimadas...

AZUL E LINDO: PLANETA TERRA, NOSSA CASA  foi escrito e  ilustrado  com
muita delicadeza e  inteligência. É  um livro  para quem  gosta da  vida e quer 
cuidar da casa de todos nós: O PLANETA TERRA.

INDICAÇÃO: a partir dos 8 anos (leitor em processo)


=======================================================================


                                 SITE DA EDITORA: https://www.salamandra.com.br


AQUI  ESTAMOS  NÓS - notas  sobre  como  viver  no planeta Terra  foi  escrito
pelo   escritor  /  ilustrador   australiano  OLIVER  JEFFERS.   Este  livro  é   um 
convite para o leitor fazer  uma reflexão  sobre  este  imenso  planeta  que  nos 
 acolhe e  sobre a vida que levamos aqui.

OLIVER JEFFERS assume a voz de um pai que fala com seu filho e  nos mostra
o  planeta Terra  sob  diversos  pontos  de  vista.  Desta  maneira, o pai repassa, 
para  seu  filho,  simples  e  divertidas  lições  de  sobrevivência  na Terra,  com  
pequenos conselhos que valorizam a vida. 

Partilhar,  tolerar  e  respeitar  são  verbos  fundamentais  neste  nosso  manual
de sobrevivência.

INDICAÇÃO: a partir de 6 anos (leitor iniciante)

======================================================================== 
                             SITE DA EDITORA: https://www.lojaziteditora.com.br


Um dia, o planeta Terra acordou com  febre. Foi  ao médico e  descobriu  que o
problema  era o  aquecimento  global.  Para resolver  essa  situação, o  planeta
reuniu diversas  crianças. Juntas, elas  entenderam  que só o  amor é capaz de
mudar as  pessoas e  salvar   o planeta. Esse livro é essencial nos dias de hoje,
quando  se  discute  exaustivamente  a  questão ambiental.  E  nada  melhor do 
que começar conversando com as crianças, que são o futuro de nosso planeta.

INDICAÇÃO: a partir de 6 anos (leitor iniciante)

========================================================================

ASSISTA AO LIVRO CLIP DE "O PLANETA ESTÁ COM FEBRE" 
DE LUCIANA ROSA E SALMO DANSA (EDITORA ZIT).