domingo, 16 de junho de 2019

PRÊMIO 30 MELHORES LIVROS INFANTIS DO ANO 2019 - REVISTA CRESCER

Na 14ª edição do PRÊMIO 30 MELHORES LIVROS INFANTIS DO ANO 2019
realizado pela  REVISTA  CRESCER, um júri composto por  especialistas e
apaixonados  por  literatura  infantil,  selecionou  29 livros. O  17º livro  foi
escolhido pelos leitores da REVISTA CRESCER.

CONFIRA









                                         









PREMIAÇÃO DA FUNDAÇÃO NACIONAL DO LIVRO INFANTIL E JUVENIL (FNLIJ) 2019 - PRODUÇÃO 2018


Todo ano a FUNDAÇÃO NACIONAL DO LIVRO INFANTIL E JUVENIL promove
a premiação de lançamentos da produção editorial brasileira.

Veja, abaixo, os  livros, os autores, os  ilustradores, os tradutores e editoras,

que receberam o prêmio em 2019 (produção 2018).




(CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIÁ-LAS)













II PRÊMIO AEILIJ - 2018












segunda-feira, 10 de junho de 2019

CONVITE PARA O LANÇAMENTO DO LIVRO: A COPA DO MUNDO DO FAZ DE CONTA de CESAR CARDOSO e EDUSÁ - EDITORA BIRUTA (RIO DE JANEIRO)


    CLIQUE  NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA 



LANÇAMENTO DA EDITORA BIRUTA: A COPA DO MUNDO DO FAZ DE CONTA de CESAR CARDOSO e EDUSÁ


DÊ LIVROS DE PRESENTE!


                                 SITE DA EDITORA:  https://www.editorabiruta.com.br     

INDICAÇÃO: a partir de 8 anos (leitor fluente)

80 PÁGINAS 

====================================================================

Quem conta  uma história, conta do  seu jeito, conta do seu modo  de ver o mundo,
a vida e as pessoas, conta a sua história baseada em fatos vividos ou em histórias 
ouvidas.

CESAR CARDOSO fez uso de narrativas  já conhecidas e  aclamadas  para contar a
história da  menina  Valentina e  de  um mico, que  atende  pelo  nome  de  Américo.
Assim, ele apresentou uma  obra cheia  de camadas e  mistérios, no seu novo livro: 
A COPA DO MUNDO DO FAZ DE CONTA (editora BIRUTA).


           "Valentina acordou e ainda estava escuro. Resolveu  ficar bem  quieta na
             cama  para  ver se  dormia  de novo. Se  ajeitou, foi  fechando  os olhos,
             mas teve a impressão de ver um brilho  em algum  lugar do quarto. Com
             um  olho só,  ela espiou  em  volta e  reparou  que o  brilho  vinha   lá do 
             cabide, onde ficavam penduradas sua mochila e algumas roupas. Tapou
             o rosto com  o travesseiro: "será  que o brilho já  sumiu? Será que é um
             vagalume? " Ficou o mais quieta possível. E escutou:
             - Psiu.
             Valentina pensou: “não é impressão, eu não estou escutando nada.”
             - Ei, psiu. Valentiiiiiina!
             Abriu os olhos, assustada.
             - Aí, um macaco!
             - Opa! Eu não sou macaco, não.
             Valentina ficou mais assustada ainda:
             - Socorro! Um macaco que fala.
             E o bicho continuou:
             - Bem, falar eu falo mesmo, mas já disse que não sou macaco. Eu não.
             Sou um  mico, isso  sim. Um  mico-leão-preto.  E me  chamo  Américo. 
             Muito prazer,
             - É muito prazer - respondeu Valentina, ainda com medo - Eu me chamo...”



Foi assim que tudo aconteceu. Valentina acordou no meio da noite e encontrou um
mico no seu quarto. Ele não  era um mico igual  aos outros. Era muito  diferente. O
mico falava. Imagine só. Ele disse para  ela que se chamava  Américo e que estava 
ali para lhe fazer um convite: assistir à partida final  da  Copa do  Mundo do Faz  de
Conta, entre os  países Castelândia do Sul  e  República  Boiante dos  Piratas. Tudo
aquilo parecia incrível para Valentina. Ela hesitou, mas acabou  aceitando o convite 
do mico  Américo. Num  bonde voador,  eles partiram  para participar  desta grande
festa. Participaram dos jogos desta Copa  só jogadoras e jogadores conhecidos do
grande  público: Branca  de  Neve,  Rapunzel,  Capitão  Gancho,  Bela  Adormecida, 
Saci Pererê, Gato de Botas, Pequeno Polegar, os Três Mosqueteiros, o Bicho Papão,
o Pirata Barba Roxa...  mas, um acontecimento quase impediu o jogo final da Copa.
O  grande  atacante  do  time  da Castelândia,  o  craque  Lobo  Mau,  simplesmente, 
desapareceu. Valentina e o mico Américo viram a notícia num telão. Desapontados,
eles resolveram investigar este misterioso caso.



Quem estará envolvido no sumiço do grande atacante Lobo Mau, craque do time da
Castelândia do Sul?  Valentina e o mico Américo conseguirão  desvendar  todo este
mistério?


Não deixe de assistir a este jogo, para saber o placar da partida final da COPA DO
MUNDO DO FAZ DE CONTA.  

O  livro de CESAR CARDOSO,  A COPA DO MUNDO DO FAZ DE CONTA  tem  uma
narrativa irreverente, que envolve o leitor na história e estimula sua imaginação.




ILUSTRAÇÕES 


As ilustrações de EDUSÁ, quando se entrelaçam com o texto de CESAR CARDOSO,
tornam a história deste livro ainda mais atraente e divertida.

   




O AUTOR


O ILUSTRADOR


=====================================================================

segunda-feira, 3 de junho de 2019

SÓ DE BRINCADEIRA DE LEO CUNHA E ANNA CUNHA (EDITORA BERGAMOTA-SELO DA EDITORA POSITIVO)


DÊ LIVROS DE PRESENTES!


                           SITE DA EDITORA: http://www.editorapositivo.com.br


LIVRO DE POEMAS

INDICAÇÃO: a partir de 3 anos (leitura compartilhada) / a partir de 6 anos
(leitor iniciante)

64 PÁGINAS

LIVRO SELECIONADO PARA O PNLD LITERÁRIO 2018

PRÊMIO SELEÇÃO CÁTEDRA UNESCO

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Este ano, a  SEMANA  MUNDIAL  DO  BRINCAR (25 / maio a 2 / junho) trouxe  como
tema " O BRINCAR QUE ABRAÇA A DIFERENÇA ".  Brincar é preciso, é importante,
é necessário. Saiba tudo  o que pode acontecer  quando o seu filho está brincando 
e os diversos benefícios que o brincar livre traz para a vida das crianças durante a
infância .
  (Confira AQUI  os 11 motivos da importância da brincadeira para as crianças, na
   reportagem de Fernanda Heygi, para a Revista Crescer.)

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

O livro de poemas SÓ DE BRINCADEIRA de LEO CUNHA reforça tudo isso quando
apresenta 25 poemas sobre brinquedos e brincadeiras (antigos e modernos):
BRINQUEDO / LIVRO / VIDEOGAME /  AMARELINHA / BONECA / VARETAS / 
CATA-VENTO / CIRANDA / BOLA / BAMBOLÊ / DESAFIO / FAZ DE CONTA /
PULA-CARNIÇA / VACA AMARELA / ANZOL  / VAIVÉM /  TRENZINHO / BALÃO /
OVO / ESCONDE-ESCONDE / FANTASIA / MISTÉRIO / IOIÔ / DOMINÓ / SÓ DE
BRINCADEIRA.


                                         Esconde-esconde

                                         Sim,
                                         ainda tenho medo do escuro,
                                         mas no futuro, 
                                         eu juro,
                                         até minha própria sombra
                                         vai ter medo
                                         de mim?
  

                                            Dominó

                                          Sorte, esperteza, acaso,
                                          destino?

                                          Quem me tira 
                                          deste nó?

                                          Quem domina 
                                          o dominó?


                                         Só de brincadeira

                                          Brincar de poesia
                                          não tem fim.

                                          Ela já soltou da folha
                                          pro seu olho,
                                          ela já está de molho
                                          em sua cuca.
   
                                          Parece coisa maluca,
                                          mas você não tem escolha.

                                          A poesia chacoalha
                                          o corpo
                                          e também
                                          a mente.

                                          A poesia,
                                          minha gente,
                                          ela é assim
                                          e fim.



Os  poemas  de  LEO  CUNHA, numa  linguagem cotidiana, têm  versos concisos
e simples. Num universo lúdico, em tom  de brincadeira,  os poemas conseguem
criar uma  aproximação com  os leitores, sejam eles crianças ou sejam eles mais
velhos.


O livro SÓ DE BRINCADEIRA convida o leitor para celebrar o brincar e revalorizar
a noção de brinquedo.


ILUSTRAÇÕES:


As ilustrações de ANNA CUNHA são de grande soma no livro. 

Os cenários, a paleta com cores sóbrias e suaves e o traço único da ilustradora
são recursos que encantam.






AUTORES: 


ASSISTA  AO BOOKTRAILER - SÓ DE BRINCADEIRA PREPARADO PELA EDITORA
POSITIVO:






CONHEÇA OS AUTORES E SAIBA MAIS SOBRE O LIVRO SÓ DE BRINCADEIRA:

sexta-feira, 31 de maio de 2019

A FLOR DO MATO de MARCELO PIMENTEL (EDITORA BERGAMOTA - SELO DA EDITORA POSITIVO)


                                    DÊ LIVROS DE PRESENTE!

                               SITE DA EDITORA: http://www.editorapositivo.com.br


LIVRO (predominantemente) DE IMAGENS

INDICAÇÃO: a partir de 6 anos (leitor iniciante)

48 PÁGINAS

LIVRO SELECIONADO PARA PNLD LITERÁRIO 2018

INDICADO PELA FNLIJ (FUNDAÇÃO NACIONAL DO LIVRO INFANTIL
JUVENIL) PARA O CATÁLOGO DA FEIRA DO LIVRO INFANTIL DE
BOLONHA (ITÁLIA) 2019

===============================================

Abrir o livro  A FLOR DO MATO, segundo livro autoral do ilustrador  e designer 
gráfico MARCELO PIMENTEL, é abrir um livro de aventuras, cheio de mistérios.
Nele, o autor explora, predominantemente, a imagem como processo narrativo,
através da sequência de ilustrações.

A FLOR DO MATO resgata uma lenda do folclore da Zona da Mata nordestina e
apresenta uma figura feminina que habita  as florestas  da região e as protege,
atraindo aqueles que entram nas matas sem o consentimento necessário.

A Flor do Mato, personagem lendária do folclore brasileiro, conhecida também 
pelos  nomes  de Comadre  Florzinha  ou  Maria  Florzinha, permite que o leitor
experimente uma proximidade com o imaginário popular brasileiro.

As imagens, do livro A FLOR DO MATO, possibilitam muitas leituras e oferecem
muitas maneiras do leitor contar e recontar a mesma história.


Um menino brinca no quintal de casa e vê  uma borboleta vermelha. Sem se dar
conta do rumo que  as coisas poderiam  tomar,  ele resolve  acompanhá-la. Seu
cãozinho o  segue. O menino nem percebe que está indo em direção à mata. De 
lá, uma menina, com  uma  flor vermelha no  cabelo, o observaAo  encontrá-la,
eles brincam  e seguem  mais  e  mais  para  dentro  da  floresta. Ele  sente  que
está perdido  na  mata. A menina ainda o observa. Como  num passe de mágica, 
uma mecha  do  cabelo  da menina entrega a  flor vermelha  para o menino,  que
'encantado' pela Flor do Mato, deixa cair o seu chapéu. Ele segue na  direção da
menina mata adentro.

Uma borboleta, uma flor, um encantamento...Do fundo da mata, o menino recebe
um misterioso chamado. 


Enfeitiçado, o menino conseguirá se livrar do encantamento?  
O menino conseguirá encontrar alguma ajuda para voltar para casa?
De que maneira esta aventura misteriosa marcará a vida do menino?


ILUSTRAÇÕES:


Interessante, ainda,  é observar  o 'tempo' da narrativa e  os recursos utilizados,
pelo premiadíssimo ilustrador MARCELO  PIMENTEL, para retratar a  passagem
do tempo.  



O autor ao  registrar, em  imagens, as  lembranças  do passado, que  atravessaram
o tempo e não foram esquecidas, lançou mão de traços e das cores preta e branca, presentes nas ilustrações dos livros de cordel, representativos da região Nordeste do Brasil. Foi buscar, também, inspiração  na estética das roupas dos lanceiros do 
maracatu rural, com suas flores  e arabescos. 





Na  primeira  parte do livro, onde  MARCELO  PIMENTEL  registra, com imagens em 
Preto & Branco, o tempo  PASSADO, deu destaque a alguns elementos importantes 
das ilustrações, pontuando a cor vermelha.

Na segunda parte do livro, o autor conduz o olhar do leitor para tempo PRESENTE
e mostra o encontro  do menino, hoje,  já  bem  idoso, relatando ao  neto a aventura misteriosa, que viveu no passado. Para marcar a  passagem  do  tempo,  MARCELO
PIMENTEL, nesta parte, utilizou texto e ilustrações com cores intensas.


O AUTOR: 


ASSISTA AO BOOKTRAILER - A FLOR DO MATO PREPARADO PELA EDITORA POSITIVO: