sábado, 30 de março de 2013

" O URSO E O GATO-MONTÊS " DE KAZUMI YUMOTO E KOMAKO SAKAI

                                       SITE DA EDITORA: www.brinquebook.com.br

INDICAÇÃO: a partir de 8 anos ( leitor em processo )

52 PÁGINAS


Imaginem o que significa perder o seu melhor amigo. A sua vida, certamente,
não seria mais a mesma. As  lembranças  não se apagam de uma hora para
outra, porque a convivência faz a gente criar laços.


A narrativa do livro "O URSO E O GATO-MONTÊS" flui para contar, de forma
delicada, a história da  amizade de um urso, que  perdeu o seu melhor amigo 
- um passarinho.



    "O urso recordou sua conversa com o passarinho na manhã do dia anterior.

      - Sabe  passarinho - o urso disse -, você  não  acha  curioso que  todas as
     manhãs  sejam " esta manhã "?  Foi assim ontem  e anteontem. E amanhã
     teremos  outra  manhã  e  novamente  depois  de  amanhã ... E  todas  elas 
     certamente  serão " esta  manhã ".  Estaremos  sempre  " nesta  manhã ".
     Sempre,  sempre  juntos, não é?
     Ouvindo  isso, o passarinho  virou de  leve o  pescoço.
     - Tem razão urso. Mas saiba que eu  gosto mais da  manhã de  hoje do que
     da de ontem ou da de amanhã.

      Porém, o passarinho não estava mais ali.
     - Ontem, não poderia imaginar que hoje você estaria morto - o urso disse.
     - Eu não precisaria de mais  nada na vida  se pudesse voltar à  manhã de
     ontem. - As lágrimas corriam pelo seu rosto."




Com  a morte  do passarinho, a manhã  do novo dia  ficou completamente 
diferente, pois o urso nunca mais teria a companhia do seu grande amigo.
Desolado, o  urso  tenta  aprender a  conviver com  a  ausência. Ele  tenta,
mas acaba se isolando.



    " Ele permaneceu dias e noites a fio fechado em seu quarto escuro. 
      Algumas vezes um sono leve e curto se apoderava dele.
      Sempre sentado na cadeira, ele cochilava, exausto.

      Então, certo dia, ele abriu finalmente a janela...e descobriu que o sol 
      estava brilhando. "



E neste mesmo dia, o urso foi surpreendido pelo destino. Algo acontece e
ele  descobre novos caminhos e novas possibilidades para a sua vida.


AS ILUSTRAÇÕES:
   


As folhas de guarda do  livro, em cor de rosa,  contrastam  com as folhas da
capa e  do miolo, que são em cinza.

As ilustrações também acompanham o tom sóbrio da cor do fundo. Komako 
Sakai utilizou,  nas ilustrações, a cor  preta e  nuances  de cinza  para  contar 
esta história, que desenvolve,  no  seu  tema,  assuntos como: tristeza, perda
por morte,  amizade, saudade, valorização da vida, lembranças e o começar
de novo.



A AUTORA E A ILUSTRADORA:




A história que Kazumi Yumoto nos conta em O URSO E O GATO-MONTÊS
não busca esconder da criança a realidade.  A perda de uma pessoa muito
querida é uma  experiência  dolorida  na vida de todos  (adultos e crianças).
A  leitura de  um livro infantil, que trata do tema perda, de um modo sensível
e delicado, pode ser  um  caminho  para que  as crianças  comecem a falar 
sobre  a  morte e a entendê-la  como um  fenômeno  natural  e que faz parte
da vida.

4 comentários:

✿ chica disse...

゚・*:.。. .。.:*・゚・*:.。. .。.:*・゚・*

Hoje não poderia deixar de vir desejar uma linda e
Feliz Páscoa!

beijos,chica

゚・*:.。. .。.:*・゚・*:.。. .。.:*・゚・

Cristiane Marino disse...

Oi Cristina,

Obrigada pela visita e pelo carinho. Também fiquei tão emocionada com a história da Rosa que tive que compartilhar.
Adorei esta resenha sobre o livro, fiquei bem curiosa. Muito bom para trabalhar o luto com crianças.
Bjs

Cristina Sá disse...

Chica,
Grata pelo carinho.
Espero que você e
sua família tenham
tido um domingo de
Páscoa abençoado.

Estou trabalhando muito.
Estou participando de
dois projetos. Confesso:
não estou dando conta de
tudo.

um beijo,
Cristina

Cristina Sá disse...

Olá! Cristiane,
Obrigada por ter compartilhado.
Lindo texto! Vou acompanhar
também o blog da Rosa.

O livro O URSO E O GATO-MONTÊS
fala para crianças dos seguintes
assuntos: morte, perda de
um amigo e do luto. Verdade -
a leitura do texto pode iniciar
uma conversa sobre estes assuntos,
pode mostrar que a morte é um
fenômeno natural e mostrar também
como superar a dor num momento
tão difícil.
beijo
Cristina