domingo, 29 de julho de 2012

LITERATURA JUVENIL: " JOGO LIMPO " DE ANGELA CARNEIRO E ANA RAQUEL

                                        SITE DA EDITORA: www.editorasaraiva.com.br

INDICAÇÃO: juvenil


48 páginas


À nossa volta, histórias de vida que se entrelaçam,  acontecem sempre, o tempo
inteiro.  No livro JOGO LIMPO, escrito por Angela Carneiro, não é diferente.


Eduardo, diante de algumas situações  embaraçosas,  não conseguia se  controlar
e  chorava. Por  isso, era  conhecido,  na  escola,  como Manteiga  Derretida.  Certo
dia, chegou  em  casa,  revoltado, batendo  a  porta  e  nem  percebeu  que  seu   vô
Gumercindo estava  lá,  para  lhe fazer companhia. Por que ele  era assim? Eduardo
tinha raiva por ser  o que não queria ser: chorão. Apesar da cara de poucos amigos,
vô Gumercindo se aproximou do neto.
       
               " Meu avô tinha preparado café. Enquanto eu me servia, ele acendeu
                o cachimbo. Parecia criança, fumava escondido da minha mãe.
                -  Eu  estive  pensando, enquanto  você estava no banho e, sabe, seu
                caso me lembrou um garoto do meu tempo de colégio, quando eu tinha
                a sua idade.
                -  Ele também chorava? - perguntei, de boca cheia.
                -  Não, mas ele também era especial.
                Meu avô fez um olhar estranho e começou a contar, enquanto pitava o
                seu cachimbo.
                - Naquele tempo, tudo era ...."


Alimentado pelas conversas com o avô, que resgatou lembranças de quando tinha 
doze anos, Eduardo descobriu o caminho para uma compreensão melhor de  vida
e de si mesmo.


Em  JOGO  LIMPO, o  jovem leitor  vai encontrar várias  histórias  dentro da  história,
e  muitas são casos de bullying. Ser aceito no grupo é uma questão comum a vários
personagens. O  texto, que  tem linguagem  bem  cotidiana, vai envolver o  leitor  na 
trama  e mostrar que  todos os   personagens  da história   vão desempenhar  papel
importante na narrativa.


Nas ilustrações de JOGO LIMPO,  ANA  RAQUEL foi econômica no uso das cores. 
As imagens passeiam pelas páginas do livro para realçar e complementar o  texto
de ANGELA CARNEIRO, que flui com leveza através de diálogos bem estruturados.






Confira de que forma a experiência de vida do vô Gumercindo serviu para melhorar
o relacionamento de Eduardo na escola. 


JOGO LIMPO  merece leituras e  reflexões. É  um livro  para o jovem  leitor pensar  e  
repensar situações de bullying, a questão de ser aceito, as amizades, a convivência, 
diálogo entre as gerações, as experiências de vida,  a solidariedade...


A ESCRITORA E A ILUSTRADORA:






10 comentários:

angela disse...

Que ótima resenha! obrigada!

Amara Mourige disse...

Olá, Cristina!
Passei para desejar ótimo domingo com muita paz e amor!!
Bjs
Amara

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

ANGELA,
O assunto BULLYING está
sendo muito discutido nas
escolas. O seu livro é
um ponto de partida para
o início de um debate.
Educadores e pais muitas
vezes desconhecem o stress
diário e as agressões. Não
percebem.Todos precisam
estar atentos.
Gostei muito do livro.
um beijo
Cristina

M.Pequeno Príncipe disse...

Cristina, as férias estão acabando vovó leu alguns livros, (Agapinho) do PADRE MARCELO ROSSI, que ganhei de uma amiga do meu pai.
O MUNDO DAS CORES e A ILHA MÁGICA, textos de EDUARDO PANTALEÃO, que ganhei de um amigo da minha tia.E PEDALA SACI de ADEILSON SALLES, adorei este livro, ganhei da minha tia Thais!
Uma semaninha bem legal
Bjs
Pedro

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

AMARA,
Obrigada.
um beijo para você
e para o Pedro,
Cristina

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

PEDRO PEQUENO PRÍNCIPE,
Vi que você fez boas
leituras no período
de férias.Que bom que
você gosta tanto de
ler! Fico feliz quando
encontro uma criança
que aprecia a leitura.

um beijo e uma boa
semana para você,
Cristina

M.Pequeno Príncipe disse...

Cristina,este livro JOGO LIMPO deve ser muito bom! Um dia Pedro chegou da escola e perguntou:Vovó tem um menino na minha sala que grita no meu ouvido isso é bullying? Pedro, não gosta de gritos. Eu acho eles tão pequenos para isso! Fui pesquisar sobre o assunto.Li que crianças partir dos 3 anos já cometem bullying sim, se houver a intenção de ferir ou humilhar o colega repetidas vezes.
Cristina! Meu comentário parece uma carta!Desculpe!
Um ótimo final de semana fique com DEUS.
bjs
Amara

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

Amara,
Assunto delicado este.
Eu também estou lendo e
buscando informações sobre
o assunto.A Associação Brasileira
Multiprofissional de Proteção à Infância e Adolescência (ABRAPIA)
sugere algumas atitudes para
um ambiente saudável na escola:

.conversar com os alunos
e escutar atentamente as
reclamações ou sugestões;
.estimular os estudantes a
informar os casos;
.reconhecer e valorizar as
atitudes da garotada no
combate ao problema;
.criar com os estudante
regras de disciplina para
a classe em coerência com
o regimento escolar;
.estimular lideranças
positivas entre os alunos,
prevenindo futuros casos;
.interferir diretamente nos
grupos, o quanto antes,para
quebrar a dinâmica do
bullying.

Não é fácil lidar com qualquer
tipo de agressão.Pais, educadores
pedagogos, diretores de escola,
todos devem estar atentos.Acho
que é não provável que se elimine
totalmente o bullying, mas é
provável que as agressões se
reduzam.

rsrsrrs AMARA, escrevemos dois
livros.rsrsrs

um beijo,
Cristina

Edilene disse...

Adorei o livro, sua resenha e a interação entre os leitores do seu blog. Sofri Bullyng na escola, na época não tinha esse nome, mas as consequências eram as mesmas. Foi um aprendizado, acho que tenho mais facilidade para identificar esse tipo de agressão na escola, mesmo quando a atitude do agressor não é tão explicita. Vou colocar esse livro na minha lista ( também tenho a minha, gosto de ler sobre o assunto para meus alunos!
Beijos e linda semana!

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

EDILENE,
GRATA POR SEU COMENTÁRIO.

Só uma professora-leitora
apaixonada como você pode
transmitir a paixão
pela leitura.

BULLYING é um assunto polêmico.
Ele acontece de diversas formas:
agressão física,agressão verbal, comentários maldosos,boatos,
uma nota ou foto na internet...
e o estrago pode ser devastador.
um beijo
Cristina