domingo, 7 de maio de 2017

LANÇAMENTO DO LIVRO: A MENINA QUE VIU DEUS DE HENRIQUE KOMATSU E JAMES KUDO (EDITORA CONFRARIA DO VENTO)

                                                         SITE DA EDITORA
 http://www.confrariadovento.com/editora/catalogo/item/167-a-menina-que-viu-deus.html

COLEÇÃO PARA CRIANÇAS

INDICAÇÃO: a partir de 12 anos (leitor crítico)

28 PÁGINAS

=====================================================================

Na infância, há coisas que ficam martelando na nossa cabeça, por exemplo:
Deus existe mesmo? Onde está Deus?  Por que não podemos ver Deus?...

Perguntas  como  estas permeiam o  livro  " A MENINA QUE VIU DEUS " de 
Henrique Komatsu. As dúvidas da menina Aleteia, transformadas em muitas
perguntas, são como um fio condutor da história.

           Um dia Aleteia perguntou: " Vovó, quem fez o mundo? ", e sua 
           avó respondeu: "Deus ".
           - " Todo ele? ".
           - " Sim, todo."
           - " Sozinho? ".
           - " Sim, sozinho. "
           ------------------------------------------------------------------------------------------------
            Deus tinha criado o mundo sozinho?
            Até que  depois de muito  discutir com as pedras, com as árvores,
            com o rio e com os sapos da ilha, Aleteia disse à avó: " É  mentira.
            Deus não fez o mundo ".
            A avó assustou-se: " E por que você acha que não? "
            - " Porque deus não existe " - respondeu a menina.
            - " Não? "
            - " Não."
            - " E como você sabe?"
            - " Eu não o vejo em lugar nenhum e eu já olhei por tudo."
            - " Nem uma pista? "
            - " Nada."


Com emoção e sensibilidade, o autor  tece os  fios que entrelaçam a história
de Aleteia e de  sua  avó. O diálogo, entre  a menina e a avó,  acontece  para 
aproximar,  desfazer as dúvidas e encontrar as respostas para as  perguntas.

O livro tem, ainda, 'achados' que chamarão a atenção dos leitores:

 - Aleteia, em grego, significa verdade.

- É interessante observar a passagem do tempo, segundo  pontos de vistas
diferentes:  enquanto  a  criança ( Aleteia ) anseia  alcançar o futuro, o mais
rápido  possível, o adulto ( a avó ) percorre o tempo sem pressa. Assim, as
situações vão se delineando  pouco a pouco. É a vida que flui devagar em
busca das respostas.

- Há muita coisa que foi escrita nas entrelinhas desta narrativa. "A MENINA
QUE VIU DEUS "  apresenta um  texto  que  possibilita  uma  infinidade  de
' olhares ' e  de ' leituras '. Caberá  ao  leitor  preencher os ' vazios ' que  for
encontrando.

"A MENINA  QUE  VIU DEUS " é um livro para LER, RELER ... E REFLETIR.


ILUSTRAÇÃO:


OS AUTORES:

Nenhum comentário: