segunda-feira, 28 de setembro de 2015

OFICINA COM A ESCRITORA E ILUSTRADORA MARILIA PIRILLO: "LENDO LIVROS POR INTEIRO" (RIO DE JANEIRO)


OFICINA:
LENDO LIVROS POR INTEIRO
TEXTO + ILUSTRAÇÃO + PROJETO GRÁFICO

MINISTRANTE:
MARILIA PIRILLO

LOCAL:
BIBLIOTECA POPULAR DA TIJUCA MARQUES REBELO
RUA: GUAPENI, nº 61

DIAS:
13 / 20 e 27 de OUTUBRO DE 2015

HORÁRIO:
das 9h30  às 12h

OFICINA GRATUITA

INSCRIÇÕES ATRAVÉS DO E-MAIL:
firulasilustracoes@gmail.com

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

ESPETÁCULO "HISTÓRIAS DE REINOS DISTANTES" COM ILANA POGREBINSCHI E LUZIA DE MENDONÇA NO PARQUE DO FLAMENGO (RIO DE JANEIRO)

ESPETÁCULO: HISTÓRIAS DE REINOS DISTANTES

Ilana Pogrebinschi narra 3 histórias tradicionais sobre princesas e reis.

FICHA TÉCNICA:

- atuação / concepção / direção / texto: ILANA POGREBINSCHI
- musicista: LUZIA DE MENDONÇA
- cenário e figurino: JOANA LYRA
- cenotécnica - articulação e cenografia: CARLOS AUGUSTO CAMPOS e LEANDRO
  RIBEIRO
- trilha sonora: canções da tradição brasileira, judaica e renascentista
- canções compostas especialmente para o especialmente para o espetáculo:
  Balaio de histórias por LUZIA DE MENDONÇA e Histórias de Reinos Distantes
  por ILANA POGREBINSCHI
- supervisão musical: RICARDO SZPILMAN

LOCAL:
Teatro de Marionetes e Fantoches Carlos Werneck de Carvalho
no Parque do Flamengo (na altura do nº 300 da Praia do Flamengo)

DIAS E HORÁRIO:
26 e 27 / SETEMBRO / 2015 - sábado e domingo às 11horas

ENTRADA FRANCA

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

"A PEQUENA DITADORA" DE LUCIANO TRIGO E ALÊ ABREU (EDITORA GALERINHA RECORD)

                                       SITE DA EDITORA: www.record.com.br


INDICAÇÃO: a partir de 6 anos ( leitor iniciante)

16 PÁGINAS
                                

                                EU CONHEÇO UMA MENINA
                                QUE É MUITO MANDONA.
                                O SEU NOME É VALENTINA
                                (OU SERÁ VALENTONA?

A menina Valentina, personagem da história do livro  A PEQUENA DITADORA, 
para ser lembrada e ser o centro das  atenções de  todos  a sua volta, faz valer
as suas vontades de forma  determinante. Para tanto, vale tudo: gritos, pirraça,
reclamações,  teimosia,  crises  de  impaciência, mau  humor, atitudes  egoístas, 
brigas, malcriação...

Valentina  quer porque quer mandar em tudo e em todos. Valentina não poupa
ninguém. 

                                  QUANDO CHOVE, ABRE A JANELA 
                                  E DIZ AO SOL: APARECE!
                                  RECLAMA COM A LUA, QUANDO ANOITECE,
                                  E BRIGA COM O SONO, QUANDO ELE VEM.

É  muito  difícil  lidar com  a  menina Valentina.  Mesmo  assim,  ela  é  sempre 
orientada a agir de um modo diferente.

Inspirada na filha do autor LUCIANO TRIGO, a história  de Valentina revela  os  
percalços da infância, numa  narrativa  que brinca com as palavras e explora a 
sonoridade delas.

Os diálogos do texto sublinham bem os papéis de cada personagem -a menina
Valentina  manda e o pai  argumenta. 


A leitura do livro A PEQUENA DITADORA leva o pequeno leitor a refletir sobre
o seu comportamento e o dos adultos a sua volta.


ILUSTRAÇÕES:

                                         CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA


A  combinação, do  texto de  LUCIANO TRIGO com as  imagens de ALÊ  ABREU, 
é das mais felizes.

Com  o humor  e o exagero  presentes  em seu  traço, ALÊ ABREU  constrói uma 
narrativa  visual que  valoriza o sentido do  texto de  LUCIANO TRIGO. 

Alguns recursos utilizados por ALÊ ABREU para compor este trabalho:

- Como se estivesse utilizando uma lente de aumento, o ilustrador focaliza e amplia
  detalhes das imagens (o relógio, a borboleta, a régua, o lápis, o carretel, a pipa, a
  bola...), estimulando o imaginário infantil.

- Para  ilustrar  o  livro  A PEQUENA  DITADORA,  ALÊ ABREU  foi  econômico na 
  utilização das  cores.Usou, apenas, o preto e o vermelho sobre os fundos brancos 
  das páginas.

- O texto, escrito  à mão, em  letra de forma, é apresentado  de forma  desalinhada.

- Nos  diálogos, a voz da menina Valentina aparece, em destaque, na cor vermelha, 
  reforçando o  seu comportamento autoritário.



                                       CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA

AUTORES:



sexta-feira, 18 de setembro de 2015

TALENTOS DA ILUSTRAÇÃO: SANDRA RONCA


        Carioca, filha de artistas  plásticos italianos, Sandra 
Ronca é formada em Comunicação  Social - Publicidade
e Propaganda e Pós-graduada  em  Design e  Ilustração
pelas Faculdades Pestalozzi  (Niterói / RJ). 

        Cursos complementares: Desenho de Propaganda;
Design e Produção Gráfica; Aquarela; Quadrinhos; Livro
Infantil: Ilustração e Design.

         No ano  de 2010, participou  do Laboratório Cor  e
 Ilustração com Rebeca Luciani. 

         Em 2011, participou de  workshops  de  Ilustração 
Infantil  com   Svjetlan  Junakovic  ( Sarmede  /  Itália) e
com Carll Cneut e Maurizio Quarello ( Macerata / Itália).

         Participou   de mostras em diferentes  Estados  no 
Brasil e em 2010, teve uma ilustração selecionada  para
a  mostra  e  catálogo  Scarpetta D’Oro, em  Riviera Del 
Brenta, na Itália.   

         No ano de 2011, participou da  mostra Dear Japan:
Messages of  hope  from picture book  artists  worldwide,
em Tokyo  e Ishikawa, Japão,  promovida  por  Art-Ehon 
em apoio às vítimas deste país. A ilustração de  Sandra
Ronca foi selecionada para o calendário de  2012 ( mês
de abril).

__________________________________________________________________________________

LANÇAMENTO:
                            (clique nas imagens para ampliá-la) 
                                        ILUSTRAÇÃO CAPA


O LIVRO "A CASA E A TRAÇA", PUBLICADO  PELA
EDITORA  PAULUS, FOI LANÇADO, ESTE  MÊS, NA
XVII BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO- RIO.

SANDRA  RONCA  UTILIZOU,  NESTE  TRABALHO, 
TINTA ACRÍLICA E TÉCNICA MISTA.



_______________________________________________________________________________


TRABALHOS EM ACRÍLICA E TÉCNICA MISTA








_________________________________________________________________________________

TRABALHOS EM AQUARELA




PARA CONTATAR OU CONHECER MELHOR A ARTISTA SANDRA RONCA:

SITE- www.sandraronca.com.br


BLOG-  www.sandraronca.blogspot.com.br

E-MAIL- contato@sandraronca.com.br

________________________________________________

terça-feira, 15 de setembro de 2015

LANÇAMENTO DA EDITORA BRINQUE BOOK: "O GRANDE LIVRO DA CLARA E DO GABRIEL" DE ILAN BRENMAN E SILVANA RANDO (SÃO PAULO)


LANÇAMENTO:
O GRANDE LIVRO DA CLARA E DO GABRIEL
autor: ILAN BRENMAN
ilustradora: SILVANA RANDO
editora: BRINQUE.BOOK

PROGRAMAÇÃO:
Contação de histórias com RAIANI TEICHMANN
Sessão de autógrafos com os autores: ILAN BRENMAN e SILVANA RANDO

LOCAL:
Livraria da Vila (unidade Fradique)
rua Fradique Coutinho, 414 - Pinheiros
São Paulo / SP

DIA / HORÁRIO:
dia 20 de setembro de 2015 (domingo) - das 15h30 às 18h30

ESPETÁCULO TEATRAL + LANÇAMENTO DO LIVRO: " SEU REI MANDOU" DE LUCIANO PONTES (RECIFE)



ESPETÁCULO TEATRAL + LANÇAMENTO DO  LIVRO " SEU REI MANDOU
DE LUCIANO PONTES (EDIÇÕES MEIAS PALAVRAS)

LIVRO:
SEU REI MANDOU
texto e ilustrações de LUCIANO PONTE
edições MEIAS PALAVRAS

LOCAL:
Centro Apolo - Hermilo
rua Apolo,121 Bairro do Recife (PE)

INFORMAÇÕES:
(81) 3355-3318 e (81) 3355-3319

DIA
20 de setembro de 2015 (domingo)

HORÁRIO:
16h - apresentação do espetáculo SEU REI MANDOU (R$10,00)
17h - lançamento do livro

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

WORKSHOP DE ILUSTRAÇÃO COM ADILSON FARIAS (CURITIBA)



WORKSHOP DE ILUSTRAÇÃO:
-Técnicas de criação de personagens;
-Movimento e expressividade no desenho;
-Finalização em aquarela.

MINISTRANTE:
ADILSON FARIAS

BLOG DO ILUSTRADOR  ADILSON FARIAS:
www.ailustra.blogspot.com.br

LOCAL:
Pigmento Academia de Arte
rua Vinte e Quatro de Maio, 1624
Centro - Matriz 
Curitiba / Paraná

SITE DA ACADEMIA:
www.pigmento.net

TELEFONE:
(41)9141-9393 

VALOR:
R$280,00

INSCRIÇÕES:
pigmentoacademia@gmail.com

DIA / HORÁRIO:
19 de setembro de 2015 (sábado)
das 13h às 20h

CONVITE PARA OS PROFESSORES: "IDEIAS E REFLEXÕES SOBRE A LEITURA" COM KIARA TERRA NA CASA DE LIVROS (SÃO PAULO)


IDEIAS E REFLEXÕES SOBRE A LEITURA

MEDIADORA:
KIARA TERRA

LOCAL:
CASA DE LIVROS
rua  Capitão Otávio Machado, 259
Chácara Santo Antônio
São Paulo / SP

TELEFONE:
(11) 5185-4227

DIA / HORÁRIO:
15 de setembro de 2015 (terça-feira)
das 18h30 às 21h30

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

CONVITE PARA O LANÇAMENTO DO LIVRO "HAICAIS VISUAIS" DE NELSON CRUZ NA LIVRARIA NOVE.SETE (SÃO PAULO)


LANÇAMENTO:
HAICAIS VISUAIS  (livro de imagens)
COLEÇÃO HISTÓRIA À VISTA
AUTOR:  NELSON CRUZ
EDITORA POSITIVO
60 páginas


HAICAIS VISUAIS é um  livro de imagens, que faz parte da coleção  HISTÓRIA À 
VISTA da editora Positivo. Através  de  dez curtas  e  silenciosas histórias, o leitor
vai poder realizar uma surpreendente viagem por meio de belas imagens. 

As ilustrações contam  inusitadas histórias, que apostam  no humor e na  fantasia,
na  realidade e no sonho... O leitor vai  acompanhar  estas  narrativas  através de 
pequenas  sequências  de  imagens, que  foram  enquadradas  como  tirinhas  de 
jornal.

Nelson Cruz uniu a beleza e simplicidade dos haicais com o humor das tirinhas de
jornal a  concisão de  ambos, para  apresentar um livro que permite que  o leitor
comande seu olhar e exercite a sua imaginação. 

Em HAICAIS VISUAIS, uma imagem vale por muitas palavras.



LOCAL:
LIVRARIA NOVE SETE
rua França  Pinto, 97  Vila Mariana São Paulo SP

TELEFONE:
(11) 5573-7889

DIA:
12 de setembro de 2015 (sábado)

HORÁRIO:
15h30

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

2 OFICINAS GRATUITAS DE DRAMATURGIA: PROJETO PENSE NO DRAMA 2015 - INSCRIÇÕES ABERTAS / VAGAS LIMITADAS - SESC SANTO AMARO (RECIFE)


 2 OFICINAS DE DRAMATURGIA: PROJETO PENSE  NO DRAMA 2015
 O projeto tratará da  relação  literatura  e teatro, tendo a oralidade e
 contos populares como ferramentas para conversas temáticas e as
 experimentações de criação dramatúrgica.

- curadoria: LUCIANO PONTES

- idealizado pela Cia Meias Palavras em parceria com
  o SESC SANTO AMARO (RECIFE)

- INSCRIÇÕES ATÉ O DIA 25 DE SETEMBRO DE 2015





OFICINA:
A  fábula como  experiência:  investigações  dramatúrgicas
no teatro feito para crianças, tomando como matéria prima
contos da tradição oral.

MINISTRANTE:
Luís Augusto Reis

GRATUITA

20 VAGAS / PARA MAIORES DE 18 ANOS

DIAS / HORÁRIO:
03  e 04 de outubro de 2015 (sábado e domingo)
das 14h às 17h

LOCAL:
Teatro Marco Camarotti no SESC SANTO AMARO
rua do Pombal s/nº  - Santo Amaro / Recife (PE)

PÚBLICO ALVO:
dramaturgos / atores / diretores / estudantes de teatro /
contadores de histórias

INFORMAÇÕES:
pensenodrama@gmail.com ou pelo telefone: (81) 3216-1728

INSCRIÇÕES:
no local de segunda  até sexta das 14h às 18h

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------





OFICINA:
O CANTO DO CONTO QUE ENCANTA
Estudo introdutório de conexões criativas possíveis entre a literatura oral
e o teatro. Aplicação prática simplificada  de técnica de  uso  de narrativas
orais como base para exercícios de improvisação e criação de esboços de
textos teatrais.

MINISTRANTE:
Luiz Felipe Botelho

GRATUITA

20 VAGAS / PARA MAIORES DE 18 ANOS

DIAS / HORÁRIO:
06  e  08 de outubro de 2015 (terça e quinta-feira)
das 18h às 21h

LOCAL:
Teatro Marco Camarotti no SESC SANTO AMARO
rua do Pombal s/nº  - Santo Amaro / Recife (PE)

PÚBLICO ALVO:
atores /  atrizes com experiência  prática mínima de dois anos

INFORMAÇÕES:
pensenodrama@gmail.com ou pelo telefone: (81) 3216-1728

INSCRIÇÕES:
no local de segunda  até sexta-feira,  das 14h às 18h.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


quinta-feira, 3 de setembro de 2015

HORA DO BEBÊ NA LIVRARIA CASA DE LIVROS ( SÃO PAULO)


HORA DO BEBÊ
com GISLAINE CAITANO ( Musicista)
e IVANI MAGALHÃES ( Contadora de História)

LOCAL
Livraria Casa de Livros
rua Capitão Otávio Machado, 259
Chácara Santo Antônio
São Paulo

TELEFONE
(11) 5185-4227

DIA / HORÁRIO
5 de setembro de 2015 (sábado) às 11h

ENTRADA FRANCA

"UMA HISTÓRIA SEM PÉ NEM CABEÇA" DE LUCIANO PONTES E ANDRÉ NEVES ( EDITORA PAULINAS)

                                       SITE DA EDITORA: www.paulinas.org.br


COLEÇÃO MAGIA DAS LETRAS - SÉRIE LETRAS E CORES

INDICAÇÃO:  a partir de 6 anos (leitor iniciante)

24 páginas

                                                 "Entre  algumas comunidades  africanas, quando  um
                                                  narrador chega ao final de uma história,  põe a palma 
                                                  da mão no chão e diz:  aqui deixo minha história para
                                                  que outro a leve."                     María Teresa Andruetto

                                           



Para que serve uma história?

No livro "UMA HISTÓRIA SEM PÉ  NEM CABEÇA",  o autor LUCIANO PONTES traz 
à  tona esta e outras questões  e tenta explicar o que é a arte de escrever uma história.

                                             EXISTE HISTÓRIA
                                             PARA TUDO NO MUNDO.
                                             HÁ AS HISTÓRIAS CELESTIAIS, 
                                             SIDERAIS E TERRENAS.
                                             HISTÓRIAS QUE SAEM
                                             DA CABEÇA, DO PÉ,
                                             DA BOCA E DO CORAÇÃO.

Há muitas histórias perfeitas e outras tantas, que são 'sem pé nem cabeça' e desafiam
o que é convencional. Mesmo  não seguindo  as regras (começo, meio e fim / Era uma
vez /  aconteceu num  reino distante / numa  floresta  encantada / E  foram felizes para
sempre...),  as  histórias  'sem  pé nem  cabeça' não deixam de  servir,  também,  para encantar, acalentar, ensinar e muito mais...

Uma história, quase sempre, nasce de  uma palavra e  um fio de palavras amarra uma
história e pode, ainda, desenrolar muitas outras.

Existe história para tudo no mundo e  é sempre  possível descobrir  de onde ela surge. 
Ela pode surgir até do sopro do vento e chegar no coração do povo. Como na boca do
povo, quem conta um conto aumenta um ponto, é  assim que uma história se  espalha 
pelo mundo e pode deixar marcas na gente, que o tempo nunca apaga.

O texto curto, elaborado de forma poética, repleto de imagens e que  flui  como o vento,
puxa o fio desta história escrita por LUCIANO PONTES e ilustrada por ANDRÉ NEVES.


ILUSTRAÇÃO:

                                         CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA


As ilustrações de ANDRÉ NEVES, para  este  livro, ocupam páginas  duplas,
na sua maioria. Foram criadas com  materiais  diversificados: recortes, tintas,
colagens, tecidos, fotografias, papéis com textura (com aparência de pátina), 
fios de linha....


Para  compor o  seu  trabalho, ANDRÉ NEVES  explora muitos recursos:

-recurso gráfico na capa do livro - título e nome do autor com acabamento
 em verniz,  contrastando  com o  acabamento fosco de fundo de página e 
 imagem;

-utilização de fontes diferentes (em cada página uma fonte diferente);

-numa  mesma página, utilização de  palavras  com fontes diferentes e de
 diferentes tamanho;

-efeito de movimento na frase que fala de um fio de palavras (p.15);

-numeração de páginas (números só parecem em  algumas páginas)...


As ilustrações de ANDRÉ NEVES valorizaram visualmente o texto de LUCIANO
PONTES.  

                                        CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA



AUTORES:

terça-feira, 1 de setembro de 2015

REFLEXÃO: RESPONDER ÀS PERGUNTAS


LANÇAMENTO: "A CADEIRA QUE QUERIA SER SOFÁ" DE CLOVIS LEVI E ANA BISCAIA (EDITORA VIAJANTE DO TEMPO)

                FACEBOOK DA EDITORA: www.facebook.com/editoraviajantedotempo             


Indicação: a partir de 8 anos (leitor em processo)

108 páginas

TEMAS POLÊMICOS

Apresentar  livros com  temas polêmicos  para o público infantil ou infantojuvenil
não é nada fácil.

No  núcleo familiar, conversas  sobre temas  como: morte, a separação dos pais,
novos  relacionamentos  dos  pais, pedofilia... são,  normalmente,  considerados
tabus.  

De um modo muito lento, estes livros com temas polêmicos, mas que despertam 
muito a curiosidade  dos pequenos, começam a  ganhar um espaço  bem  maior 
nas escolas, que têm um papel fundamental na abordagem e  discussão  destes 
assuntos. 

A curiosidade da  criança  é  normal. Assim, a pergunta  de uma  criança nunca
deve  ficar  sem  resposta. Quando  a  criança   pergunta  e  o  adulto  responde,  
falando sempre a verdade, a relação criança-adulto fica fortalecida.


Falar sobre  a perda de um ente querido, para um  pequeno, transmite confiança.
Numa  outra  fase  da vida, quando  ele tiver que lidar  mais  diretamente com  a
morte, vai se sentir mais fortalecido e preparado para lidar  com aquela situação.

Um  livro de  literatura infantil, que  aborde um tema  difícil, pode  introduzir  uma
conversa sobre o assunto e auxiliar muito a esclarecer as dúvidas dos pequenos.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

SOBRE O LIVRO: "A CADEIRA QUE QUERIA SER SOFÁ"

A CADEIRA QUE QUERIA SER SOFÁ foi publicado, em Portugal, em 2012, pela
editora  Lápis  de  Memórias. Agora, está  sendo  lançado,  aqui,  no  Brasil,  pela 
editora Viajante  do Tempo.

O livro de CLOVIS  LEVI  reúne três contos sobre um delicado tema: a  morte. Os
contos são: Espanto Feliz, O Piano de Calda e A cadeira que queria ser sofá, que
dá título ao livro.

No  primeiro  conto, Espanto  Feliz,  o  imperador  de País-lândia, por  estar  infeliz,
proíbe  a  morte e  a  alimentação. Como,  no  reino, ninguém morria, a  população 
aumentou muito e os  alimentos tornaram-se  escassos. Foi então que o imperador
decidiu proibir os  nascimentos e País-lândia  se  tornou um  reino sem  crianças  e
sem jovens. Para saber o  que aconteceu com  aquele reino, vale  a  pena conferir
e ler este conto que  possibilita uma reflexão não  só  sobre  a morte, mas também 
sobre a vida.


O segundo conto, O  Piano de Calda, conta  a  história de  uma família  de  bombons,
que  mora numa  caixa  amarela. Os bombons da família   adoram música e por  isto,
têm  nomes  de  instrumentos   musicais.  O  bombom  Piano  de  Calda  ( ao nascer
recebeu  um banho de calda de  chocolate branco e por isto tem este nome), sempre 
que  ouve  barulho de crianças, vê a possibilidade  de ser escolhido e de  ser retirado
da caixa. Para  ele, sair  da  caixa amarela representa  fazer  um passeio para visitar
mundo. O que  ele não  imagina é que o  seu fim pode  estar  bem  próximo ser  for
retirado da caixa amarela, onde  mora. O conto  O Piano  de Calda mostra, de forma
leve e bem-humorada, para os pequenos, que a  morte faz parte da vida.


O último conto, A cadeira que queria ser sofá, fala de  uma cadeira bem antiga e que
pertence à bisavó Clotilde. A cadeira não entende porque a chamam de 'aquela coisa
antiga dos tempos da bisavó'. A cadeira antiga faz sessenta anos de idade e a bisavó decide comemorar a data. Faz um bolo de aniversário, coloca a cadeira  na cozinha e
chama a  família. A  bisavó  lembra do passado e  de  quando o novo sofá chegou. A
antiga cadeira e o  novo sofá  tinham  lugar na sala da  casa. Agora, que  está 'velha',
a cadeira só sabe lamentar: "Como eu queria ser sofá!" O final do conto reserva boas
e inesperadas surpresas.

A leitura  do livro A CADEIRA QUE QUERIA SER SOFÁ é um oportunidade de os
jovens leitores treinarem a reflexão.

ILUSTRAÇÕES:

                                      CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA


A ilustradora ANA BISCAIA, que  ilustrou o  livro "A CADEIRA  QUE  QUERIA SER
SOFÁ",  ganhou, com este trabalho, em  2012,  o  Prêmio  Nacional  de  Ilustração
de  Portugal.  


O  júri  da   premiação  valorizou  a  transgressão  dos  alinhamentos  habitualmente
impostos pela composição gráfica e considerou ainda que o texto do livro, em certas
páginas, se  assume como ilustração. 


As ilustrações de "A cadeira que queria ser sofá" exibem  um  valor plástico arrojado
na figuração e na representação alegórica da morte e  da  solidão, respondendo  ao
texto de forma simultaneamente coerente e desconcertante.



OS AUTORES: